PARA MULHERES 40+ (ENTENDAM SEU DIAGNÓSTICO, PARA RECONHECER QUAL TIPO DE DESEQUILÍBRIO HORMONAL ESTÁ LHE AFETANDO!)

Os distúrbios hormonais podem ser causados por inúmeros fatores. Entre eles, condições de saúde, como a diabetes, ovários policísticos ou a malformação de glândulas endócrinas.

Outras causas comuns incluem a má alimentação e alterações psicológicas, como o estresse.

Também podem ser causados com a chegada dos 40 anos, marcando inúmeras transições no corpo de uma mulher, entre as alterações mais importantes que o corpo feminino sofre estão as mudanças hormonais:

  • Redução do metabolismo basal (celular): quantidade de energia que o corpo gasta para realizar apenas funções essenciais à vida, como a circulação do sangue, a respiração e a funcionamento dos órgãos em geral.
  • Perda da densidade óssea e a perda de massa muscular: junto com os sinais clássicos da idade, como pele enrugada, perda de cabelo e postura encurvada, é comum perceber também a necessidade de mais tempo e esforço para realizar atividades que antes pareciam simples. Essa dificuldade ocorre por conta da Sarcopenia, um processo natural e progressivo da perda de massa muscular, decorrente do envelhecimento.
  • Insônia: a má qualidade do sono em mulheres com mais de 40 anos pode estar relacionada a um maior risco de uma série de problemas de saúde como diabetes, obesidade, doenças cardiovasculares e até depressão.
  • Má digestão: Sintomas de má digestão são bem comuns após os 40 anos (azia, queimação, empachamento, constipação), isso ocorre porque há uma mudança na ação das enzimas.
  • Cansaço intenso: o que acontece é que após os 40 a sustentação hormonal, que permite equilíbrio e vigor, começa a oscilar. E aí pode ficar mesmo difícil para o corpo se recuperar.
  • Fome excessiva: o apetite tampouco é permanente – ele muda no decorrer da vida, à medida que envelhecemos.
  • Ansiedade: os níveis de ansiedade atingem seu ponto máximo entre os 40 e os 60 anos, indicam novas estatísticas, provando que a “crise da meia-idade” pode ser mais real do que muita gente imagina.
  • Menstruação desregulada e alterações de humor: A mudança nos níveis dos hormônios faz também com que a menstruação apareça de maneira irregular e mais intensa devido a aproximação da menopausa. Essas alterações podem ser mais marcantes entre mulheres que tenham problemas uterinos, como miomas e adenomiose uterina, crescimento do tecido endometrial na musculatura no útero.
  • Alteração hormonal faz também com que as mulheres tenham mudanças no humor, podendo ter alguns sintomas depressivos.
  • Alterações na pele: como o aparecimento de acne também pode indicar alterações hormonais.

A partir do diagnóstico, o médico solicitará a realização de exames laboratoriais que possam indicar algum tipo de desequilíbrio hormonal. Uma vez que a origem do problema seja identificada, a forma de tratamento pode variar. Desde mudanças na alimentação e na rotina até o uso ou a suspensão de medicamentos são formas de reequilibrar os níveis hormonais.

Já no caso de outros problemas relacionados a determinadas glândulas, pode ser necessário até mesmo a realização de cirurgia para retirada.